Libertar-se de Si Mesmo e de Outros

Ao nos fecharmos dentro de nós mesmos e não nos abrirmos para o outro, nos escravizamos a nós mesmos e somos invadidos por doenças psicológicas profundas.

O extremo oposto a isto é nos escravizarmos ao outro e perdermos nossa identidade.

Não é bom nos escravizarmos a nós mesmos nem aos caprichos do outro… por isto o caminho da LIBERDADE e saúde psicológica é servirmos em amor ao outro e a Deus, sem perdermos a dimensão do nosso Eu.

Enxergando-nos diariamente como filhos amados de Deus e servindo ao outro, nos ocuparemos com aquilo que de fato interessa e não nos perderemos em nossos próprios dilemas, encontrando o caminho da verdadeira liberdade.

Leia Também:

Seguir a Jesus Sem Religião – Adailton César
Disciplina na Igreja
Deus vê o coração!
DEUS E HOMEM

Solidão no Meio da Multidão

Nossa escolha “antiga” pela vida industrial e urbana nos trouxe ao caos dos grandes centros; vivemos apertados em cubículos e somos solitários no meio da multidão que lota bairros, ônibus, trens, metrôs e estradas.

Nossa recente escolha pela tecnologia facilitou a vida e nos tornou globalmente conectados; bilhões de humanos interligados, curtindo e compartilhando, na solidão de seus cubículos residenciais ou mesmo dentro de um metrô lotado com uma tecnologia de última geração na palma da mão.

Falamos com o mundo todo durante horas, mas não conseguimos falar alguns poucos minutos com quem está ao nosso lado…

Onde isto nos levará?

Leia Também:

Deus e Homem!
Deus vê o coração!
Minha segurança e Paz!